Avaliação Psicológica e Psicodiagnóstico
Este procedimento necessariamente utiliza-se de testes psicológicos – cujo uso é exclusivo dos psicólogos – diferentemente da avaliação psicológica, na qual o psicólogo pode ou não lançar-mão desses instrumentos.
 
O psicodiagnóstico, além de ser um procedimento científico (Por ser derivado de um levantamento prévio de hipóteses, confirmadas ou invalidadas por passos predeterminados e com objetivos específicos.), é limitado no tempo, pois ao estabelecer contato prévio com o cliente ou seu responsável, para colher os dados principais, pode-se estabelecer um plano de avaliação, assim como estimar o tempo necessário para sua realização.
 
O processo do psicodiagnóstico utiliza também testes psicológicos de forma individual ou coletiva para entender o sujeito à luz de determinados pressupostos teóricos. Sendo assim, é possível identificar e avaliar aspectos específicos da constituição do indivíduo, da mesma forma que se pode elaborar a melhor intervenção para o paciente psicodiagnosticado (Cunha, 2000).
 
Os objetivos desse tipo de diagnóstico podem variar entre a classificação simples, classificação nosológica (nome da doença), descrição, diagnóstico diferencial, avaliação compreensiva, entendimento dinâmico, prevenção, prognóstico e perícia forense. Portanto, a partir daí, é plausível dizer que cabe ao psicólogo a emissão de atestado circunscrito às suas atribuições profissionais e com fundamento no diagnóstico psicológico produzido.

 

Importante salientar que no processo psicodiagnóstico, deve-se levar em consideração o sujeito como algo mutável, dinâmico e multideterminado, circunscrito num contexto mais amplo, para além da consulta psicológica. Da mesma forma, também é indispensável levar em consideração o próprio sujeito do avaliador, quais seriam as perspectivas teóricas norteadoras de sua prática, qual a sua disposição para com o sujeito investigado, suas limitações. Sendo assim, é fundamental que o psicólogo tenha uma preocupação ética para com as pessoas que se submetem ao exame, e consigo próprio, observando seus limites e possibilidades de relação.
 
O teste psicológico também é bastante utilizado em seleção de pessoal. Ele se subdivide nas seguintes categorias:
1. de aptidão, o qual verifica a predisposição para aprender determinada habilidade, ou seja, o que é inato;
2. de interesse, que busca áreas que despertam maior interesse do sujeito;
3. de personalidade, que visa analisar os traços de caráter, de comportamento e de temperamento; e o
4. de inteligência, o qual pretende avaliar o nível total de funcionamento intelectual.
 
Os testes utilizados na avaliação psicológica são selecionados de acordo com a avaliação e percepção da necessidade situacional da Psicóloga Responsável Técnica Maria Elizama do Nascimento Cruz Brasileiro – CRP/RJ: 05/36428. Cabe salientar que caso seja necessário, analisando a necessidade organizacional a Plenodh irá adquirir testes específicos para melhor avaliação da função solicitada sem ônus à empresa contratante.
 
A PLENO DESENVOLVIMENTO HUMANO, também realiza Avaliação Psicológica:
Educacional;
Orientação Profissional;
Cirurgia Bariátrica;
Habilitação para Piloto de Helicóptero;
Habilitação para Porte de Arma de Fogo;
Jurídica.
 
 
A avaliação psicológica é uma função privativa do Psicólogo e, como tal, se encontra definida na Lei N.º 4.119 de 27/08/62
(alínea "a", do parágrafo 1° do artigo 13).

 

 

Ligue e agende o seu horário ou de sua equipe.
 
DEPOIMENTOS

Chrismar Engenharia

 

Ter a Pleno nos dando suporte, na Chrismar Engenharia deu outro rumo as nossas contratações e no dia a dia de nossos funcionários, utilizamos além do serviço de triagem psicológica durante o processo seletivo, o acompanhamento psicológico semanal de nossa equipe tratando suas deficiências com atividades individuais e coletivas, tendo como resultado um melhor desempenho para as suas atividades coorporativas. Ter a Pleno como parceira foi uma excelente experiência e nos trouxe resultados significativos para a empresa e nossos colaboradores.

 

Beatriz Silva / Gerente

PERBRAS

 

Declaro a quem interessar possa que a psicóloga Maria Elizama do Nascimento Cruz desenvolveu junto à Perbras - Empresa Brasileira de Perfurações Ltda, um trabalho de identificação de multiplicadores para divulgação e conscientização do projeto de comportamento seguro.

Este projeto, baseado na metodologia 6 Sigma, visa diminuir drasticamente o índice de acidentes de trabalho nas plataformas de petróleo que a Perbras mantém contrato.

A psicóloga Maria Elizama já concluiu a primeira fase do projeto (identificação), e passaremos agora para a fase de formação dos multiplicadores. Como este projeto é um processo de melhoria contínua, ela estará engajada em todas as fases deste projeto e também de outros.

Declaro também que a psicóloga Maria Elizama presta serviço para a Perbras de avaliação psicológica de nossos candidatos a empregos e de nossos empregados quando da elaboração ou renovação do ASO - Atestado de Saúde Ocupacional. Mediante estas avaliações já conseguimos corrigir distorções comportamentais de nossos empregados e candidatos.

 

Atenciosamente,
Dayson Castilhos - Gerente de Operações

CADASTRE SEUS DADOS

cadastre-se e receba conteúdo editorial diretamente em seu e-mail